Mensagem aos consagrados e consagradas e leigos ao Dia da Vida Consagrada

cf_logo.jpg

MENSAGEM AOS CONSAGRADOS E CONSAGRADAS LEIGOS E LEIGAS AO DIA DA VIDA CONSAGRADA 2015

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos”.(Jo 13,35).

Caríssimos irmãos e irmãs,ao celebrarmos no mês de fevereiro o Dia da Vida Consagrada,nosso Senhor nos ensina que todos nós deveremos reconhecer que somos os seus discípulos,o texto bíblico do Evangelista São João,Jesus afirma que todos deverão reconhecer todos são os seus discípulos,a partir daí precisamos nos dar totalmente entregando a nossa vida,a partir desse contexto,em que precisamos tornarmos discípulos e missionários para que a cada um de nós precisamos assumir o nosso compromisso de missão.“O cristão é também chamado a se desenvolver como indivíduo capaz de afeto amor.A subjetividade se desenvolve de maneira sadia quando traz consigo a abertura às relações consigo mesmo,com os demais seres humanos,com Deus e com a natureza a partir da pessoa e da missão de Jesus Cristo em conformidade com o seu ser imagem e semelhança de Deus que é amor e,por tanto,comunhão”.(Cf.CNBB,Estudo 107,Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade,n.52).

O objetivo dessa mensagem,podemos observar que o Cristão leigo,sente o chamado de Deus para tornar cada vez mais com o seu contexto de assumir o seu caminho de total processo de formação de discípulos e missionários,assumindo que todos nós tenhamos o contexto de uma fé renovada em nossos corações.O Papa Francisco,no seu discurso com os membros da Fraternity Catholic (Organismo ligado à Santa Sé juntamente com o Pontifício Conselho para os Leigos),o Santo Padre dizia que “Os Movimentos e as Novas Comunidades que representais já estão projetados para a fase da maturidade eclesial, que exige uma atitude vigilante de conversão permanente, a fim de tornar cada vez mais vivo e fecundo o impulso evangelizador. Por conseguinte, desejo oferecer-vos algumas sugestões para o vosso caminho de fé e de vida eclesial.”(Papa Francisco,Discurso aos membros do Congresso Mundial das Novas Comunidades,22 de novembro de 2014).Portanto queridos irmãos e irmãs,como todos nós como membros dos Movimentos Eclesiais e das Novas Comunidades,possamos então nos consagrar de acordo com o que possamos então levar em conta de que “A vida consagrada resplandece,em toda a história da Igreja,pela sua capacidade de assumir explicitamente o dever do anúncio e da pregação da Palavra de Deus na missão ad gentes e nas situações mais difíceis,mostrando-se disponível também para as novas condições de evangelização, empreendendo com coragem e audácia e novos percursos e novos desafios para o anúncio eficaz da Palavra de Deus”.(Cf.Bento XVI,Exortação Apostólica Pós-Sinodal Verbum Domini,n.94).

1.Nova Evangelização nas Novas Comunidades

O Papa Francisco,na sua Exortação Apostólica Evangelii Gaudium,afirma:”Em muitos lugares,há escassez de vocações ao sacerdócio e à vida consagrada.Frequentemente isso fica a dever à falta de ardor apostólico contagioso nas comunidades,pelo que estas não entusiasmam nem fascinam,Onde há vida,fervor,paixão de levar Cristo aos outros,surgem vocações genuínas.” (EG,n.107).O contexto das Novas Comunidades,precisa ser orientadas pelos Bispos que precisam acolher as Novas Comunidades e os Movimentos Eclesiais em suas dioceses,primeiramente levar uma nova expressão na certeza de que os discípulos e missionários tenham um ardor missionário na sua vocação,assim também apresenta esse texto do Documento de Aparecida que afirma: “A Diocese,em todas as suas comunidades e estruturas,é chamada a ser “comunidade missionária”.Cada Diocese necessita fortalecer sua consciência missionária,saindo ao encontro dos que ainda não crêem em Cristo no espaço de seu próprio território e responder adequadamente aos grandes problemas da sociedade na qual está inserida.”(DAp.n.168).

2.Igreja em estado de “saída”

“Cada cristão e cada comunidade há de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede,mas todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho.A alegria do Evangelho,que enche a vida da comunidade dos discípulos,é uma alegria missionária.Experimentam-na os setenta e dois discípulos que voltam da missão cheios de alegria (cf.Lc 10,17).” (EG,n.20-21).

Caríssimos irmãos e irmãs,precisamos atender esse apelo do Papa Francisco que escreve na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium,precisamos ser uma Igreja em estado de Igreja em saída,precisamos sair das nossas próprias comodidades,sair também da nossa zona de conforto,precisamos estar em missão,somos enviados a irmos para seguir o chamado de Deus para irmos partir para a missão de evangelizar a quem precisa da luz do Evangelho,seguir os caminhos de uma nova evangelização,precisamos evangelizar,precisamos seguir as instruções de Cristo Jesus,seguir para a missão de evangelizar.”Como o Pai me ama,assim também eu vos amo.Perseverai no meu amor”.(Jo 15,9).O nosso chamado para irmos evangelizar,precisamos levar em conta de que precisamos trazer em nossas vidas,o contexto de se tornarmos uma Igreja em estado de saída.

3.Vocação missionária

Para encerarmos essa mensagem,quero dizer-lhes o quanto que somos chamados para edificar o nosso chamado de Deus em nossas vidas,evangelizar também as famílias,evangelizando os jovens,evangelizando também nos grupos de oração,levando em conta de que a missão da Igreja é fundamental para a nossa salvação,a nossa resposta ao chamado de Deus em torno do nosso coração.”O Espírito Santo enriquece toda a Igreja evangelizadora também com diferentes carismas.São dons para renovar e edificar a Igreja.”(Evangelii Gaudium,n.130).O contexto de evangelizar é levar o Evangelho para quem precisa e necessita escutar a Palavra de Deus em nossa vida,portanto precisamos ser discípulos e missionários na vida comunitária e também na vida consagrada.Como dizia o Arcebispo de Belém do Pará:”É possível fazer compromissos definitivos”.Portanto amados irmãos e irmãs,hoje podemos dizer que precisamos levar em nossas vidas,o sentido da vida,o sentido de uma vida totalmente completa em nossas vidas.

Obrigado por vocês partilharem comigo essa mensagem que escrevo para todos vocês em torno do que precisamos levar em conta o caminho de uma vida missionária.Deus os abençoe.Assim seja!

Dada em Campos dos Goytacazes,02 de Fevereiro de 2015,Festa da Apresentação do Senhor.

Joseph Charles D´Almada Batista

Comunidade Católica Fraternidade Pequena Via-Comunidade de Aliança-Campos dos Goytacazes,RJ.

Anúncios